terça-feira, 27 de maio de 2014

XXII CAVALGADA À PEDRA DO REINO


Na vigésima segunda edição do evento, milhares de pessoas participaram da programação. Desde as oficinas culturais, teatro, shows artísticos, palestras até a tradicional Cavalhada Zeca Miron e Cavalgada à Pedra do Reino, uma multidão compareceu e participou efetivamente.

"A Festa da Pedra do Reino é também um momento de reencontro, pois os belmontenses fazem questão de vir prestigiar essa tradição todo ano, mesmo morando, trabalhando ou estudando fora da cidade, aí agente aproveita para rever os parentes e amigos. É uma festa de cunho cultural muito bonito, emoção demais, todo ano eu venho, não posso perder!", afirma Fátima Cardoso, belmontense que reside em Assis-SP.

Shows artísticos

Forrozeiros consagrados como Amazan e Santana  passaram pelo Palco Pernambuco Nação Cultural. Nos intervalos de cada atração, a poética apresentação dos violeiros Francinaldo e José de Oliveira. O belmontense Jackson da Sanfona também se apresentou, meio a outras atrações como: Fábio Carneirinho, Kennedy Brasil & Daniel SP e Liv Moares, filha do eterno Dominguinhos.

A Cavalhada Zeca Miron 



No sábado (24) aconteceu a Cavalhada Zeca Miron inspirada nas tradições ibéricas. Nas figuras de cristãos e mouros, os cavaleiros se dividem nas cores azul e vermelho (ou, o “encarnado”, como nos cordões do pastoril), e seguem até o Estádio Carvalhão, onde dão início à competição entre as duas cores. Os cavaleiros, então, arremessam suas lanças na direção de argolas. O vencedor será o lado que obtiver o maior número de argolas, consagrando seu rei como campeão da disputa. Em 2014, os mouros ganharam a disputa, consagrando o jovem João Victor, rei da Cavalhada Zeca Miron. Na foto acima, João Victor coroa a rainha Beatriz.

A Cavalgada ao Sítio Histórico


Imagem: Cícero Moraes / Reprodução Facebook

No domingo (25), rei e rainha e os súditos desfilaram da entrada da cidade até a igreja matriz de São José. Antes da Cavalgada, todos participaram da bênção aos cavaleiros e assistiram a apresentação dos aboiadores Cícero Mendes e Chico Justino. Em seguida, os cavaleiros começaram o passeio. A Cavalgada à Pedra do Reino atrai gente de toda a região, e em 2014 centenas de cavaleiros subiram a Serra do Catolé até o Sítio Histórico.


"Esta festa tem se tornado uma expressão cultural muito bonita", afirma o Presidente da Associação Cultural Pedra do Reino, Djalma Santos.

Na chegada dos cavaleiros ao Sítio Histórico, a multidão que esperava pela corte avança sobre o rei e rainha, Bebeto e Kaliny Maria. É uma emoção que se renova a cada ano. "O pico mesmo da emoção é quando chegamos na Pedra do Reino, agente chega a chorar de emoção" enfatiza o veterinário e membro da Associação Cultural, Ednílson Lopes.


Enquanto a corte chegava na Pedra do Reino, a forrozeira Rose Rangel fazia o público dançar com um rico repertório de forró pé-de-serra. Em seguida, Kinho Callou se apresentou deixando o público afiado para receber o show de Josildo Sá.




Por: Elson Jackson
Da Redação do BelmonteDIÁRIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário